ZURI ZANZIBAR

PRIMEIRO HOTEL DA REDE DESIGN HOTELS DAS ILHAS TANZANIANAS, O ZURI ZANZIBAR OSTENTA LINHAS ARQUITECTÓNICAS ARROJADAS E UMA SUBLIME ATMOSFERA ETNO-TROPICAL. ABRIGADO NUMA PRAIA PRIVADA DE 300 METROS BANHADA POR UM HORIZONTE AZUL-AZULÃO DELICIOSO, COM O SEU PRÓPRIO JARDIM DE ESPECIARIAS, ESTE ECO-RESORT RECÉM-INAUGURADO TEM O PERFUME DE UM ÍNDICO IRRESISTÍVEL.

POR MARCO C. PEREIRA

Arquipélago de Zanzibar. Extremo noroeste da grande ilha de Unguja. O território não é propriamente virgem de resorts à beira-mar. Entre pares, o Zuri Zanzibar foi desenhado pelo estúdio de arquitectos de Praga Jestico + Whiles e baptizado com o termo do dialecto suaíli que traduz “belo”. Chegou à maravilhosa praia de Kendwa, com argumentos para ficar e se destacar. A sua recepção foi dotada de uma das maiores e mais impressionantes bibliotecas encontradas em hotéis, nas imediações de uma mesa de snooker, de sofás convidativos e de uma área dedicada ao pôr-do-sol e aos cocktails com que os hóspedes o devem acompanhar. Virados a Ocidente, a maior parte dos cinquenta e cinco bungalows (46), seis suites (Zuri Ocean Front) e três villas beneficiam de uma agradável exposição solar com panoramas marinhos. A Owners Villa conta com 350m2 três quartos, uma piscina, uma cozinha, uma sala de brincadeiras para os mais novos, uma sala de jantar e outra de estar. Já a Three Bedroom Ocean Front Luxury, em particular, mede uns impressionantes 500m2. Inclui três quartos, uma sala de estar, uma cozinha e uma sala de jantar. Tem ainda um jacuzzi e acesso privado à praia.

Refúgios de conforto

Tanto a Owner’s Villa como a Three Bedroom Villa (diga-se, aliás, a maior parte das unidades de alojamento) proporcionam aos hóspedes ocasos gloriosos. Apenas alguns dos bungalows se situam no âmago dos jardins tropicais aromáticos, num reduto alternativo de natureza e tranquilidade e fragrâncias várias desenhado à imagem da paisagem de aldeia africana do resort em geral pelo arquitecto paisagista Ferdinand Leffler, fundador do atelier Flera.  As unidades de alojamento têm as mais distintas configurações. Com piscinas privadas, partilhadas, são também suites deluxe, villas duplas ou triplas e os diversos bungalows de 66m2: Garden, Zuri, Ocean View Bungalows, Jacuzzi. Em qualquer um dos casos, as suas estruturas foram revestidas de teca tanzaniana e cobertas, com um telhado de eucalipto e erva nyasi seca de igual forma trazidos do continente africano e inspirados nos seus mais elegantes edifícios tribais.

No interior, as camas são tão suaves e aconchegantes quanto possível e contam com a protecção versátil de redes de mosquito pendentes, equipadas com Evening Breeze, um sistema de arrefecimento dissimulado nas dobras da rede. Tanto nas casas de banho exteriores como nas interiores, pisos com visual simples de betão fazem destacar a subtileza das cortinas de contas de papel, um fascinante trabalho manual de Chaka uma empresa com preocupações sociais lideradas por mulheres. São também mulheres as produtoras de algas da comunidade em que se inseriu o Zuri que fornecem, em colaboração com o eco-resort, os produtos orgânicos Seaweed Co. que os hóspedes encontram. Aliás, 90% dos empregados do resort são tanzanianos. Destes, 65% são nativos de Zanzibar e 40% habitam num raio de 10km em redor do hotel.

No exterior, os terraços vêm com jardins e vistas sublimes do Índico e redes de dormir e mobiliário de verga em tons arrojados de púrpuras, azuis e laranjas. Parte da mobília interior usa madeira de barcos velhos reciclada. As paredes exibem pinturas únicas de artistas locais. E a água de beber do resort é produzida através dos seus próprios poços e do seu próprio sistema de dessalinização.

Momentos de descontracção

No que diz respeito a restaurantes e bares, o Zuri Zanzibar é tão ou mais criativo. O Upendo, o Maisha e o Bahari Grill & Bar encantam pela sua decoração e ambiente sedutor. As refeições são servidas a condizer, numa fusão de gastronomia africana, indiana, árabe e europeia de que se destaca o melhor marisco do Índico.  Os cocktails servidos no bar Peponi, no Maisha – à beira da piscina – e no Dhow Bar e Bahari Grill & Bar, à beira-mar tem a mesma sofisticação dos servidos nos Clubes mais famosos das mais famosas cidades. O Dowa (medicina, em Swahili), por exemplo, é ideal antes do jantar, saboreado no terraço do Maisha, com o brilho da lua reflectido sobre o oceano Índico.

Na manhã seguinte, os hóspedes poderão tomar um pequeno-almoço ideal em modo buffet, no restaurante Upendo ou, à la carte, no Maisha.  Quando chega a hora de descontrair, o Zuri não desilude os hóspedes. A combinação da piscina com o seu próprio Bar & Grill nas imediações da praia, e um Cocktail Bar já sobre a praia formam deliciosos retiros. Como o são, noutro estilo, o jacuzzi, uma área de ginásio e exercício (interior e exterior), as concorridas cabanas de massagem e as sessões de ioga.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...