Villingili Resort & Spa, glamour nas Maldivas

Encantadoras assim são as ilhas que integram o arquipélago das Maldivas. Em pleno oceano Índico, este é um destino mágico, onde pontua uma água límpida, de cor azul-turquesa complementada por um sem-número de praias cuja areia surge fina e branca. É neste cenário de sonho que vamos encontrar o Villingili Resort & Spa.

Dizem que está ameaçado, que a subida das águas o coloca em risco, mas a verdade é que o arquipélago das Maldivas continua a ser extremamente apetecível tanto para os viajantes como para as mais prestigiadas cadeias hoteleiras mundiais, as quais não hesitam em ali inaugurar alguns dos seus melhores hotéis e resorts, fazendo deste um destino cada vez mais luxuoso e cativante.

Membro da prestigiada Shangri-La Hotels, o Villingili Resort & Spa, é um exemplo dessa preferência.

Ninguém lhe resiste

Construído no atol de Addu, o resort é já uma referência no arquipélago. Claro que a marca à qual pertence, e que dispensa óbvias apresentações, é sinónimo de elevadíssima qualidade, mas a verdade é que um hotel ganha fama e reputação no dia-a-dia, na forma como recebe, como serve e como encara cada um dos seus hóspedes. E o Villingili Resort & Spa faz tudo isso muito bem.

Primeira experiência da Shangri-La Hotels a sul do equador, o resort foi pensado com extremo cuidado e grande dedicação. Esse facto é perceptível assim que chegamos, pois rapidamente verificamos que este não é um resort normal, como muitos que existem nas Maldivas, uma vez que além de possuir um linha de costa de praticamente seis km (onde existe um belíssima praia de quase dois km), o resort acolhe também uma zona arborizada composta pelos tradicionais coqueiros e mais 45 espécies de plantas e três lagoas naturais.

Ninguém resiste a passear na sua praia, onde impera a calma e a tranquilidade, a perder-se no meio do verdejante arvoredo onde aromas se misturam ficando para sempre gravados na nossa memória ou a deslumbrar-se com a paisagem formada pelo trio de lagoas em redor das quais a vida corre calmamente, sempre pressas ou correrias…exactamente o que pretendíamos quando entrámos no avião rumo a este paraíso terreno!

Descanso e gastronomia

Ali os quartos ganham o nome de villas e ao todo são 142 aquelas que vamos encontrar no Villingili Resort & Spa. Óbvio destaque vai para as 16 que se encontram instaladas na copa de outras tantas árvores, maravilhosas e sem dúvida diferentes mas que não deixam os créditos por mãos alheias, já que no seu interior o conforto é igualmente superior e a tranquilidade um dado adquirido.

Com áreas entre os 133 3 os 967 metros quadrados, todas as villas oferecem vistas magnificas, piscinas privadas, terraços e…duches ao ar livre! Não era luxo o que se pretendia? Pois aqui esta ele em todo o seu esplendor!

No aspecto gastronómico (existem cinco restaurantes no resort) a diferença mantém-se muito por culpa do chef  Chef Emil Minev. Natural de Sofia, ma Bulgaria, conta com mais de vinte anos de experiência, tendo aprendido com alguns dos melhores cozinheiros do mundo e passado por alguns dos espaços gastronómicos mais aclamados, caso do centro de formação Alain Ducasse em Paris, o El Bulli de Barcelona e Le Cordon Bleu Institute de Londres. Criativo e contemporâneo, Emil gosta de conceber a sua gastronomia de acordo com os mais frescos produtos locais. Inspirado na variedade de ingredientes oriundos do arquipélago, tanto os que vêm do mar como das quintas locais, o chef delicia os hóspedes com receitas inovadoras onde, por exemplo o atum fresco casa na perfeição com a papaia, ou o coco se transforma numa subtil sobremesa.

Spa e outras coisas

Chama-se CHI o spa do resort. Este é um espaço que homenageia a lenda do Shangri-La: um local de paz interior, onde o ser humano vive num estado de encantamento e de bem-estar. Este santuário de reclusão está situado numa privada spa village, no interior do resort, onde vamos encontrar espaçosas áreas de tratamento e jardins privados. Encontramos também um pavilhão dedicado à prática de ioga com vistas sobre o Indico. Do menu apresentado confessamos que a escolha não foi fácil, pois as opções surgiam todas absolutamente irresistíveis. Desde massagens asiáticas, passando tratamentos ayurvedicos, de tudo um pouco se compõem as terapias oferecidas no CHI.

Mas muito mais existe no spa, pois em complemento aos tratamentos e às massagens, os visitantes podem optar por fazer exercício com um personal trainer, ter aulas de hidroterapia ou ginástica, além de poderem frequentar classe de meditação.

Por Sandra M. Pinto

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nova Kinda de Oeiras tem um corredor infinito e um Design Studio
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira