Vila Galé inaugura novo hotel a Norte. E tem mais novidades

O segundo maior grupo hoteleiro do país vai lançar-se na produção de vinhos do Porto e do Douro.

O grupo Vila Galé, que detém 24 hotéis em Portugal e nove no Brasil, abriu esta terça-feira o Vila Galé Douro Vineyards, o segundo na região, desta vez em Armamar, que resultou de um investimento total de 13 milhões de euros e gerou 20 postos de trabalho. O segundo maior grupo hoteleiro do país, liderado por Jorge Rebelo de Almeida, vai lançar-se na produção de vinhos do Porto e do Douro.

Esta primeira fase do agroturismo conta apenas com sete quartos, de diferentes tipologias, restaurante e bar com vista panorâmica e terraço, adega, biblioteca e piscina exterior. Em Junho arrancará uma segunda fase, prevendo-se a construção de mais 42 unidades de alojamento, e estima-se que a obra esteja concluída no prazo de um ano.

O projecto resulta de uma parceria entre o Vila Galé e a Madre, empresa detida por António Parente, dono dos AP Hotels & Resorts e da SP Televisão. Ali mesmo, na centenária Quinta Val do Moreira, a Xvinus (empresa detida pela Madre) está já a produzir os vinhos, tirando partido dos cerca de 25 hectares de vinhas existentes na propriedade. Para complementar esta oferta, o grupo irá também produzir azeite.

Leia também: Vila Galé Clube de Campo entre as vinhas

O Vila Galé já produzia vinho, azeite e fruta em Beja, no Alentejo, com a marca Santa Vitória. Mas os vinhos do Porto e do Douro terão uma nova insígnia: Val Moreira.

“O Vila Galé Douro Vineyards é uma unidade de charme, única pela sua localização privilegiada, pela beleza da propriedade e da paisagem, pela história que lhe está associada. É também especial porque significa um reforço da nossa aposta no agroturismo e no enoturismo e, sobretudo, na área vinícola. Já produzimos vinhos e azeites regionais no Alentejo, perto de Beja, com a marca Santa Vitória. A entrada no mercado dos vinhos do Douro e do Porto com o lançamento da marca Val Moreira é mais um passo nessa estratégia”, refere o presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, citado em comunicado.

Esta é a segunda unidade Vila Galé no Douro, onde o grupo já detém o Vila Galé Collection Douro, em Lamego, em frente à Régua. A aposta no Douro vinhateiro é um dos quatro projectos em andamento no país. As outras aberturas estão previstas em Elvas, Serra da Estrela, Alter do Chão e Lisboa, três das quais ao abrigo do programa Revive, uma iniciativa conjunta dos ministérios das Finanças, Cultura e Economia, que prevê a recuperação de património histórico.

No estrangeiro, o grupo continua focado no Brasil e há dois projectos a avançar no outro lado do Altântico. Mais concretamente num resort em São Paulo e outro na região de Una, com aberturas previstas para 2020 e 2021, respectivamente.

Leia também: Hotel Vila Galé Collection Palácio dos Arcos elegância intemporal

Este plano de expansão implica a criação de mais de 150 empregos no mercado nacional e 350 no brasileiro.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Marcas sem marca ganham força em 2020
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel