Toronto, onde se vive com prazer

A cidade de Toronto é o espelho do país onde se encontra. Ao conhecê-la percebemos que chegamos a um destino onde se vive com prazer. Quem lá vive e trabalha rapidamente se apercebe que esta é uma metrópole empreendedora e dinâmica. Toronto é uma cidade feliz.

Na vida (pessoal ou profissional) nada se consegue sem uma boa dose de esforço, de dedicação e de perseverança. Só assim, mantendo os olhos fixos no futuro, podemos seguir em frente, acreditando nas nossas capacidades e nas de quem connosco convive. É este o espírito que se sente em Toronto. A capital da província canadiana de Ontário, a maior cidade do país, tem sabido crescer e evoluir ganhando cada vez maior importância e visibilidade.

À beira do Ontário

Instalada à beira do lago Ontário, nela habitam cerca de 2,5 milhões de pessoas, às quais se juntam mais umas quantas que povoam a sua região metropolitana totalizando 6,1 milhões de habitantes. O clima que se vive diariamente nas suas ruas, nos seus espaços comerciais, nos seus centros financeiros é de puro dinamismo. Ali nada pára!

Desde meados do século XIX que é o destino escolhido por milhares de imigrantes, os quais não só lhe dão mais força de trabalho como a enriquecem com novas influências culturais. Uma considerável percentagem desses imigrantes chega de Portugal, responsáveis por novos hábitos, por exemplo, gastronómicos. São muitos os restaurantes que transportam os sabores nacionais e o aroma do bom vinho português até estas paragens distantes, sobretudo na área de Kensington onde podemos encontrar Portugal Village. É a língua de Camões que por ali se ouve, apesar de, no últimos anos, a mesma possuir um ligeiro toque a açúcar, já que o número de brasileiros na cidade tem vindo a aumentar.

Mas Toronto também tem a sua Little Italy, à semelhança, por exemplo de Nova Iorque. Este bairro, muitas vezes referenciado como College Street West, está repleto de inúmeros restaurantes italianos, mas também de lojas com produtos da pátria de Sophia Loren. nos últimos anos as suas casa têm vindo a ser ocupadas por jovens em inicio de carreira que ali encontram uma área cool e trendy para formar família, sem perderem a hipótese de se divertirem pois a vida nocturna de Little Italy revela-se vibrante.

Economia versus lazer        

Motor da economia do país, Toronto é não só um destacado centro empresarial, como um precioso pólo financeiro, industrial e de telecomunicações. Não admira por isso que seja eleita pelas mais destacadas empresas para morada das suas sedes e centros de decisão.

Mas por valorizar o desenvolvimento económico, não se pense que os habitantes de Toronto ficam presos aos números. Bem pelo contrário, é precisamente esse desenvolvimento que permite o constante crescimento cultural e artístico (desde 2005 que, por decisão do governo, Toronto é uma das capitais culturais do Canadá). São inúmeras as galerias e os museus, os teatros (cerca de 90), e os cinemas (impossível não referir o Festival Internacional de Cinema de Toronto, que rivaliza em importância com Cannes) que animam a vida quotidiana da urbe. A linha do horizonte de Toronto mostra uma metrópole moderna onde os arranha-céus são uma constante e a arquitectura se descobre irresistivelmente contemporânea, esporadicamente enriquecida por exemplos dos estilos Gótico e Arte Nova.

Boa vida

Esta é uma cidade dona de um dos mais elevados padrões de vida da América do Norte e que possibilita aos seus habitantes uma qualidade da vida digna de referência. Para tal muito contribui o factor segurança, cada vez mais valorizada. Com uma baixíssima taxa de criminalidade, Toronto é uma das cidades mais seguras daquela região, aspecto determinante quando queremos “vender” turisticamente um destino. Com uma imensa variedade de atracções, é bom visitar Toronto. Sabe bem passear nos seus parques e caminhar pelos seus extremamente bem cuidados espaços verdes. Trocar dois dedos de conversa com os seus habitantes revela-se um prazer pois descobrem-se pessoas simpáticas e disponíveis para ajudar quando o visitante perdeu o rumo.

Não estranhe quando afirmamos que Toronto tem uma população culta, pois não seria de esperar outra coisa numa cidade onde existem 99 bibliotecas públicas com o segundo maior volume de visitas do mundo (depois de Hong Kong)! Mais curioso ainda é constatar que o inglês não é o único idioma presente nos livros, CD, DVD e enciclopédias disponíveis, pois podem ser encontradas cerca de 60 línguas diferentes, como o português, o cantonês, o espanhol, o francês ou o vietnamita!

Um dos espaços mais visitados e uma das principais atracções turísticas da cidade são as suas ilhas. A pouco minutos do centro podemos chegar até elas através de ferryboat (www.torontoharbour.com/toronto-islands/). Além de oferecerem uma espectacular vista sobre Toronto, proporcionam aos visitantes um dia muito animado, pois além das praias possuem parques com zonas para a realização de piqueniques e restaurantes.

Vamos às compras

Enorme, no St Lawrence Market encontrámos mais de 50 stands que vendem variadíssimos tipos de alimentos a preços bem mais em conta do que em qualquer outro lugar na cidade. A revista Food & Wine considerou o mercado como um dos 25 melhores do mundo e a nós em nada nos espantou a distinção. É um facto irrefutável as grandes griffes estão representadas em Toronto, quase todas na West Bloor Street, entre a Yonge Street e a Avenue Road, enquanto as melhores lojas de marcas canadianas vamos encontrá-las em Queen Street, Davenport Road e Bloor Street. Os apreciadores de antiguidades encontram excelentes lojas na Davenport Avenue e na St. Clair Avenue. Para aquisições mais em conta o melhor é descobrir os arredores de Queen Street e da área de Bathurst.

Depois há o Path, uma rede de túneis pedestres de 17 quilómetros que liga mais de 50 edifícios e torres de escritórios! O Path é composto por 29 parques de estacionamento, cinco estações de metro, duas “department store”, dois “shopping center”, seis hotéis e uma estação de comboios. De acordo com o Livro do Guinness este é o maior complexo comercial subterrâneo do mundo!

Roteiro imperdível

Tal como, por exemplo, os lisboetas também os habitantes de Toronto adoram desporto, mas ali o rei não é o futebol, mas sim o hóquei, seguido de perto pelo basquetebol. Ambos jogam-se no Air Canada Centre (www.theaircanadacentre.com), espaço também escolhido para palco de espectáculos de música de grandes nomes internacionais. Verdadeiro postal ilustrado da cidade, a Torre CN, com 553 metros de altura, é estrutura mais alta do mundo, não sustentada por cabos e em terra firme. Inaugurada em 1976, possui um dos elevadores mais rápidos da cidade atingindo a marca de 22 km/h! Para quem gosta de arte impossível deixar de visitar o Museu Real do Ontário e Galeria de Arte do Ontário. O primeiro é o maior museu do Canadá com cerca de seis milhões de peças, de onde se destaca a imensa exposição de vestígios arqueológicos e de paleontologia. Já o segundo, inaugurado em 1900, possui uma das mais extensas colecções de arte moderna do Canadá. Apresenta mais de 38 mil trabalhos, incluindo obras de Picasso, Rodin e Van Gogh. É uma das maiores atracções da cidade e o décimo maior museu da América do Norte.

Semelhante a um castelo, a Casa Loma, construída em 1911, ficou conhecida por ter 98 quartos numa área total de 17 mil metros2! Admirar o Toronto City Hall deixa quqlquer um de boca aberta, pois o prédio da câmara municipal sobressai com seu estilo arquitectónico modernista e os aproximadamente 100 metros de altura. E quem pode deixar Toronto sem visitar o Hockey Hall of Fame? Pois, nós não. Local onde estão homenageados os mais famosos jogadores do hóquei no gelo, é um verdadeiro tributo a um dos mais prestigiados desportos nacionais do Canadá.

Noutra vertente, mais artística, a Roy Thomson Hall faz também parte do roteiro de qualquer turista atento. Casa da Orquestra Sinfónica de Toronto, apresenta uma estrutura totalmente em vidro e o exterior curvilíneo, factos que a tornaram num dos principais pontos turísticos de Toronto. Mas Toronto não seria a mesma sem o High Park. Este é o maior parque de Toronto, onde os visitantes podem praticar inúmeros desportos, fazer um piquenique em família ou simplesmente passear.

Esperamos ter-lhe despertado a curiosidade sobre Toronto. Agora, aceite a sugestão, faça as malas e boa viagem!

Por Sandra M. Pinto

 

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nova Kinda de Oeiras tem um corredor infinito e um Design Studio
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira