Sonae Capital vai abrir novo hotel no Porto

Através da sua unidade de negócio de hotelaria, a Sonae Capital assinou um contrato para a instalação de mais uma unidade hoteleira numa localização privilegiada na cidade do Porto.

Em plena Avenida dos Aliados, esta expansão enquadra-se na estratégia de crescimento da Sonae Capital a qual prevê um aumento do número de unidades hoteleiras em exploração, permitindo potenciar sinergias e efeitos de rede na operação.

Com abertura prevista para o primeiro semestre de 2021, o hotel contará com 70 quartos e apresentará infraestruturas de referência. A unidade disponibilizará uma oferta de serviços de bar e restaurante, salas de reunião com luz natural, piscina exterior e ginásio, e contribuirá para o reforço da oferta de hotéis boutique em destinos urbanos.

«Os nossos objectivos de crescimento têm privilegiado a selecção de localizações prime, sendo o projecto na Avenida dos Aliados mais um importante passo na concretização dessa estratégia. Com a abertura desta quarta unidade no Porto vamos consolidar a nossa presença neste destino e ampliar a nossa escala, dando cumprimento à estratégia de crescimento capital light definida»
Pedro Capitão, CEO da unidade de Hotelaria da Sonae Capital

Actualmente, o negócio de Hotelaria da Sonae Capital tem sob exploração seis unidades Hoteleiras: três localizadas no Porto (Porto Palácio Hotel, The Artist e The House), duas na Península de Tróia (Aqualuz Tróia e Tróia Residence) e uma na região do Algarve (Aqualuz Lagos). Adicionalmente, tem também já em curso o desenvolvimento de uma nova unidade em Lisboa, no edifício da Estação Ferroviária de Santa Apolónia, cuja inauguração deverá ocorrer no segundo semestre de 2021.

Este portefólio de activos em exploração será agora reforçado com uma nova unidade no Porto, que é hoje o segundo principal destino turístico de cidade no País. O município do Porto registou um crescimento de 10,9% das dormidas em 2019, que superaram os 4,5 milhões, sendo responsável por 6,5% das dormidas em todo o País. Este crescimento foi impulsionado tanto pelo mercado interno como externo, tendo as dormidas de hóspedes nacionais aumentado 1,7% e dos internacionais 13% no conjunto do ano.

Outras Notícias
Comentários
Loading...