Shangai Museum of Glass linhas transparentes

O Shangai Museum of Glass nasce de uma antiga fábrica de vidro. A intervenção de uma equipa multicultural transformou o espaço num edifício de linhas contemporâneas onde a tecnologia convive com artefactos históricos.

Xangai, uma das maiores metrópoles do mundo com mais de 20 milhões de habitantes, tem perante si um novo desafio. A cidade chinesa quer tornar-se, também, numa capital mundial da arte e da cultura. Para isso, está apostada em construir cem museus no espaço de uma década. Com a abertura do Shangai Museum of Glass (SMG) já só faltam 99.

Contudo, o SMG não é apenas um museu entre muitos. Com uma equipa multidisciplinar e internacional, as linhas arquitectónicas do museu foram pensadas pela equipa do alemão Tilman Turner, nos jardins exteriores a responsabilidade foi para a Logon Urban Architecture Design e o interior à Coordination Asia, a quem coube dar nova vida a uma antiga fábrica de vidro. O resultado é surpreendente: a cultura e a história são contadas em convívio com a arte contemporânea e a tecnologia.

“Quanto pode um vidro falar?”, pergunta um mural de pintura urbana da autoria da dupla suíça Jacques & Brigitte no primeiro passo dado no museu. Esta pergunta é o mote para o que se segue. Ao percorrer as salas de exposição, é possível, ainda, reconhecer a estrutura original e até as antigas oficinas onde se trabalhava o vidro quente. À preservação da estrutura foram adicionadas as linhas contemporâneas da arquitectura e as mais recentes tecnologias, exemplo dos ecrãs que se confundem com as paredes dando um toque multidimensional ao espaço. O resultado é um espaço único, icónico e marcante, onde a omnipresente cor preta é cortada pela transparência e o colorido dos vidros em exposição.

Expor é um verbo que ganha novo significado no SMG. A experiência passiva de percorrer os corredores do museu não é possível aqui, já que o visitante é convidado a acompanhar a história do vidro, a cultura a ele associada e peças de design contemporâneas de uma forma dinâmica e participativa.

Por Sofia Simões de Almeida

Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Cristiano Ronaldo promove curso que ensina a ser influenciador
Automonitor
Túnel do Marquês cortado no sentido Cascais-Lisboa devido a acidente