O que preferem os portugueses quando falamos de viagens?

A eDreams ODIGEO divulgou no Relatório de Perceções do Viajante Europeu 2019 as preferências dos viajantes portugueses para o próximo ano.

Apesar de os destinos distantes serem uma tendência crescente em toda a Europa, em Portugal continuamos a preferir viajar para mais perto: a cidade favorita dos portugueses que reservam através da eDreams ODIGEO é mesmo o Porto. Seguem-se Paris, Lisboa, Ponta Delgada e Londres, e as restantes cidades que compõem o Top 10 de preferências também se encontram na Europa.

No que diz respeito à duração das férias, a esmagadora maioria dos portugueses (64%) efetuou reservas para viagens curtas (inferiores a 6 dias de duração) em 2019. Apenas 15% dos inquiridos revelaram viajar durante 14 ou mais dias. Podemos assim concluir que, em 2019, os portugueses escolheram não se afastar muito nem passar muito tempo longe da terra natal.

Pelo lado financeiro, vemos também que os portugueses gastaram, em média, cerca de 192€ nas suas reservas de viagens para a cidade mais escolhida, o Porto. Madrid foi a cidade para onde saiu mais barato viajar desde Portugal (134€) e, no lado contrário, Amesterdão foi o destino mais caro (222€).

Em média, os viajantes portugueses marcam as suas viagens curtas (inferiores a 6 dias) com 34 dias de antecedência e preferem fazê-lo às terças-feiras – o mesmo já se tinha verificado em 2018. O sábado é o dia em que se dedicam menos à preparação das suas próximas férias.
No que toca ao aumento da procura em viagens de longo curso, vemos que o Brasil é um destino altamente interessante para os portugueses: quatro das cinco cidades cuja procura mais cresceu em 2019 são brasileiras, com Belo Horizonte a liderar o aumento da procura com uns incríveis 89%. Já para as viagens de curto prazo, o maior aumento da procura regista-se para a cidade italiana de Cagliari, com uns impressionantes 133%.

Em 2020 Tóquio destaca-se claramente como o potencial destino preferido dos viajantes para o ano que aí vem, tendo registado um aumento de 90% na procura. Este facto é, sem dúvida, potenciado pela realização dos Jogos Olímpicos naquela cidade no próximo verão, mas a verdade é que a capital japonesa já atraiu olhares durante este ano, não apenas por ter recebido recentemente a fase final do Campeonato Mundial de Rugby, mas também porque o Governo japonês tem feito esforços no sentido de potenciar o turismo, com o objetivo de chegar aos 40 milhões de visitantes em 2020.

Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Filtro 3D permite experimentar maquilhagem Dior
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel