Neste restaurante os protagonistas são do Oeste

O peixe da costa de Peniche, a abóbora da Lourinhã, a ginginha de Óbidos, a Pêra Rocha do Oeste, a Maçã de Alcobaça, o queijo de Maçussa, entre outros, estão em destaque.

“Uma abordagem contemporânea e criativa da cozinha portuguesa, que incorpora os produtos, os ingredientes e as tradições da região Oeste, acompanhando os ciclos do ano, estação a estação”. É desta forma que se apresenta a nova carta do Emprata, o restaurante do Praia D’El Rey Marriott Golf & Beach Resort, em plena Costa de Prata.

Nesta carta, há seis propostas de entradas, em que cada uma delas destaca as curiosidades de alguns dos principais ingredientes. É o caso do cremoso de abóbora em diferentes texturas: creme, puré e sementes, cujo ingrediente rei vem da Lourinhã, de onde provém ¾ da produção nacional de abóbora. Por sua vez, a sopa de peixe é enriquecida com uma variedade de espécies vindas todas as manhãs da lota de Peniche, a maior em volume de negócios em Portugal.

Entre os produtos estrela da carta não faltam a icónica ginginha de Óbidos que, por exemplo, se envolve na entrada de parfait de fígado, mas também se encontra na sobremesa três chocolates e ginginha de Óbidos.

O queijo de Muçussa, distinto do chèvre francês pela qualidade do alimento das cabras que dão um leite único, é outra das iguarias em destaque. Com este ingrediente e a muito famosa Pêra Rocha do Oeste, confecciona-se uma das entradas. Este mesmo produto regional regressa já mais para o final das sugestões como uma das sete sobremesas, no cheesecake de queijo Maçussa, alperces e sementes.

O Emprata propõe também cinco sugestões de pratos vegetarianos, onde as hortícolas e leguminosas da região são rainhas e senhoras, sem esquecer os quatro pratos de peixe ou das seis propostas de carne que completam a ementa.

Entre os pratos de peixe, há a tradicional caldeirada à moda de Peniche, criado a mando da necessidade por pescadores que andavam à faina e a bordo das traineiras confeccionavam este prato, usando partes iguais de água do mar e água doce.

Já nos pratos de carne, o restaurante propõe porco malhado e maçã. Se por um lado, o fruto dispensa apresentações, por outro, o porco merece explicação: é a terceira raça autóctone do país, tratando-se de um cruzamento entre as raças inglesas Yorkshire e Berkshire com a raça portuguesa Bísaro. Também o novilho, de origem nacional, é servido em naco e em lombo em dois dos pratos, onde acompanha com puré de batata olho-de-perdiz, uma das variedades produzidas no Oeste, região do país onde a produção deste tubérculo é mais representativa.

Para terminar, não resista a experimentar a trilogia conventual e citrinos, uma sobremesa que homenageia as tradições gastronómicas dos monges de Cister, ou a Pêra Rocha do Oeste, acompanhada pelo chocolate branco, tomilho e aguardente DOC da Lourinhã, e até mesmo a “Maçã de Alcobaça”, baunilha e crumble de canela.

Com capacidade para 82 lugares sentados, o restaurante Emprata encontra-se aberto todos os dias para jantar, entre as 19 horas e as 22:30.

Percorra a fotogaleria abaixo para conhecer o espaço e algumas opções da carta:

 

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Marcas deverão despedir 80 mil pessoas nos próximos anos