NEST cria espaço de trabalho colaborativo e webinars para o setor

São várias as iniciativas do programa Tourism Now!, que inclui também a realização regular de webinars de acesso livre, desenvolvido pelo NEST para apoiar o sector nestes tempos de incerteza.

Um workspace digital na plataforma Slack é o novo espaço de partilha desenvolvido pelo NEST – Centro de Inovação do Turismo, onde os agentes do setor podem colocar as suas dúvidas, partilhar documentos e outra informação relevante, numa lógica colaborativa.

Prosseguindo a missão de estimular redes e contribuir para a transferência de conhecimento, o NEST tem por objetivo permitir uma resposta imediata dentro do ecossistema do turismo – que conta já com a participação de mais de 400 entidades, entre startups, PME’s e empresas do setor – através da identificação de necessidades e o desafio direto para desenvolvimento de serviços. Esta é também uma oportunidade para as startups se darem a conhecer ao setor e usarem os seus serviços para colmatar as necessidades prementes, sendo-lhes dada a possibilidade de apresentarem e-pitches que são depois também divulgados no portal e canal YouTube do NEST.

Numa segunda fase, pretende-se que o NEST Slack se assuma como uma ferramenta colaborativa para preparar a retoma do setor, promovendo uma relação dinâmica entre startups e empresas que permita estabelecer relações comerciais.

Ainda numa lógica colaborativa, o NEST está a organizar um conjunto de webinars de participação gratuita, na plataforma Zoom, para apoiar o setor nas mais variadas áreas. O primeiro realiza-se a 3 de abril, sexta-feira, às 11h00, com Carlos Gonçalves (AvilaSpaces) dedicado ao tema “Ganhos de produtividade criando um escritório virtual”, sendo necessária inscrição. O vídeo da sessão é depois disponibilizado no portal e canal YouTube do NEST.

O NEST – Centro de Inovação do Turismo orgulha-se de pertencer a um ecossistema dinâmico e inovador, que cria pontes, promove o espírito colaborativo e um Turismo#PorTodos, ao adaptar os seus serviços para encontrar soluções aos desafios atuais do setor e da sociedade.

São disso exemplo, os projetos desenvolvidos pela  startup Infraspeak, que criou a comunidade e movimento Tech4Covid; a Luggit, com o serviço WeMovIt que permite o envio de bens entre familiares e amigos, sem necessidade de sair de casa; a Secret City Trails criou um jogo virtual gratuito de visita virtual a locais em Portugal; a Fast-MP colocou a sua tecnologia à disposição de restaurantes, de modo a poderem servir os seus clientes em segurança em regime de take-away ou entrega em casa; a Moov-pt tem um projeto a decorrer no Tech4Covid19 de transporte de médicos e pessoal de saúde, continuando a procurar operadores de mobilidade, como rent-a-car, para executar o serviço, de utilidade pública; a startup Climber – Covidografia.pt permite fazer um auto-diagnóstico de ajuda, reportar e saber a evolução da pandemia na área da residência; e a HiJiffy e a GuestCentric que criaram um novo portal de reservas para acomodação de trabalhadores da área da saúde, sem custo, o www.roomsagainstcovid.com.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...