Faz mergulho? Tem de visitar estes locais, pelo menos uma vez na vida

Para quem gosta de descobrir o oceano, não há nada como entrar num iate e descobrir as cores e criaturas que estão debaixo da superfície. A OceanSpace recomenda sete locais que todos os mergulhadores deviam ter riscados da lista de objectivos.

 

Chipre

Esta ilha tem águas quentes até Outubro e uma excelente visibilidade. O verdadeiro engodo para os amantes desta actividade, contudo, é o naufrágio do MS Zenobia, um ferry do tamanho de um estádio de futebol, que se afundou na viagem inaugural em 1980, levando consigo a sua carga.

Hoje, os mergulhadores podem passar pelos destroços e atravessar os corredores estreitos do interior, flutuar pelos quartos que ainda têm as carpetes. Também existem várias grutas, cheias de polvos e peixes, assim como os corais da costa do sul.

Virgin Islands, Caraíbas 

Um dos melhores destinos para largar o barco, não apenas pelo cenário tropical e resorts clássicos. Debaixo da superfície, o arquipélago oferece o canto dos naufrágios, onde quatro navios bateram uns nos outros. Um campo rochoso em Bronco Billy, os destroços do RMS Rhone, o recife de Horseshoe e a formação rochosa da Norman Island. É quase obrigatório.

Belize, Caraíbas 

O Buraco Azul aparece muitas vezes nos media como um dos 10 melhores do mundo para mergulhar, e o precipício de 300 metros de profundidade é a casa de muitas criaturas marinhas, como tubarões. Contudo, não é o único lugar da área onde pode ter uma experiência. O segundo maior recife de coral do mundo depois do que vemos na Austrália está neste local.

Ambergris Caye é ainda mais rico em vida marinha do que o buraco, apenas é menos assustador. Vá antes que as multidões do mundo lá cheguem.

Maldivas

Um conjunto de ilhas brancas, as Maldivas oferecem alguns dos melhores cantos para o mergulho do planeta. Alugue um iate e flutue perto de recifes de coral, nade perto de clãs de baleias, golfinhos, tubarões martelo e várias espécies de peixes e corais cheios de cor. Os seus olhos não saberão para nde olhar. O sítio em destaque é Baa Atoll, onde ocorre uma concentração de 150 mantas. E se tiver sorte, encontrará um Tubarão Baleia, o “gigante gentil” da região.

Bahamas

Com vários tons de azul dançantes, valem a pena ver, mesmo se não mergulhar, do turquesa ao escuro, com areias brancas a condizer. E debaixo da superfície, os tubarões nadam de forma elegante. As Bahamas são recomendadas para mergulhos nocturnos com estes guardiões do mar.

Malta 

Perto de Chipre, em pleno Mediterrâneo, tem águas limpas e quentes até ao final do Outono. A costa rochosa tem um labirinto de grutas e túneis para explorar, os naufrágios de navios e aviões capturam a imaginação e o Buraco Azul tem um túnel que leva a um jardim de atum, barracudas e garoupas. Celebrado pela História e pelas cidades fortificadas, Malta é um destino europeu de topo.

Mar Vermelho

É o lugar que entusiasma os mergulhadores experientes, com a água cristalina a contrastar com os desertos em terra, com as vilas e os desfiladeiros do Golfo Pérsico. Entre os cantos de destaque, está o recife Yolande, onde sanitas e BMWs afundaram com o navio Yolande, criando uma exposição de arte moderna submersa, e o  Thistlegorn. Para quem não é fã de naufrágios, tem lagoas submarinas, recifes, e redes de cavernas que o manterão ocupado até à próxima vida.

 

 

 

 

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...