Dusseldorf acolhe exposição “Souto de Moura 1980 – 2015”

Cidade alemã recebe, de 18 de Abril a 24 de Agosto, mostra de um dos mais conceituados arquitectos portugueses, vencedor do Prémio Pritzker em 2011.

A exposição “Souto de Moura 1980 – 2015”, uma viagem por 35 anos de trabalho e os mais relevantes projectos do autor, terá lugar na prestigiada Fundação Insel Hombroich, num pavilhão desenhado na Raketenstation Hombroich por outro nome de referência da arquitectura nacional, Álvaro Siza Vieira. Com um total de 14 projectos, destaque para as obras mais recentes, como a Central Eléctrica do Tua ou o Crematório da Bélgica.

Para Nuno Graça Moura, curador da exposição, «uma selecção é, por natureza sempre parcial e incompleta», frisando, no entanto, que «as obras de Souto de Moura crescem com o tempo, como é privilégio das criações maiores, e continuamente desvendam pistas para a compreensão da obra na sua globalidade». Para além de um grande número de maquetes, desenhos de trabalho, fotografias e uma entrevista filmada, a iniciativa integra ainda parte do material de outras exposições recentes sobre a obra do arquitecto.

Um catálogo bilingue em alemão e inglês, da autoria de Nuno Graça Moura, com design de António Queirós e textos, entre outros, de Eduardo Souto de Moura, Carlos Machado ou Frank Boehm, complementa uma mostra única, que levará ao público alemão uma nova perspectiva de um dos mais surpreendentes arquitectos da actualidade.

Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Spotify reinventa (com humor) clássicos da música
Automonitor
Club MX-5 Portugal numa aventura pelos Vinhos do Alentejo