Douro azul, no cenário idílico do douro

O Douro tem uma riqueza paisagística, cultural, arquitectónica e gastronómica. A experiência de um cruzeiro ao longo do Douro permite aos turistas usufruir de toda esta riqueza de uma forma envolvente.

A Mystic Invest nasceu em 1993 com o lançamento da primeira embarcação no rio Douro, o VistaDouro, para a realização de cruzeiros na região. A partir dessa primeira embarcação, e através do desenvolvimento de um modelo de negócio focado nas características intrínsecas do Douro, a empresa foi crescendo, diversificando as suas áreas de actuação e expandindo-se além-fronteiras. Hoje está presente em mais de 20 destinos diferentes, sendo o terceiro maior operador mundial de cruzeiros fluviais, mas mantendo uma forte ligação ao Douro onde estão as raízes da empresa. Hoje, 25 anos depois, a Mystic Invest actua em quatro grandes segmentos: cruzeiros, tours e atracções, hoteleria e imobiliário. No segmento de cruzeiros, que se mantém como a principal actividade do grupo, actua na área de cruzeiros fluviais no Douro, com a DouroAzul. Já com a Nicko Cruises opera cruzeiros fluviais a nível mundial, e, com o lançamento da Mystic Cruises, iniciará também a operação de cruzeiros oceânicos de expedição, em destinos como a Antártida e o Ártico. Enquanto um dos ramos da Mystic Invest, a DouroAzul é a empresa líder de cruzeiros fluviais em Portugal e uma das principais referências internacionais do sector, tendo já sido premiada cinco vezes nos World Travel Awards como Melhor Empresa de Cruzeiros Fluviais da Europa.

Actualmente, a DouroAzul opera 12 navios-hotel no Douro, aos quais se somam três embarcações de tipologia rabelo, e dois iates, empregando cerca de 500 colaboradores, a sua grande maioria afecta à actividade de cruzeiros em navio-hotel. «As nossas embarcações dividem-se entre 4 e 5 estrelas, sendo estas últimas a maioria», refere fonte da DouroAzul, «em termos de capacidade, a nossa embarcação mais pequena tem capacidade para 30 pessoas, podendo as maiores receber até 130 passageiros».

NO CENÁRIO DO DOURO

O percurso realizado pelos navios DouroAzul é feito em toda a extensão do Douro português, ligando o Porto a Barca d’Alva na fronteira com Espanha, numa viagem de ida e volta com duração de 8 dias. Durante este trajecto, os turistas têm a oportunidade de visitar vários locais na região a partir dos cais de Entre-os-Rios, Régua, Lamega, Pinhão, Pocinho, Barca d’Alva e Vega Terrón, este já do lado espanhol do rio. «Sendo o percurso similar para todas as embarcações, existem algumas variações nos tours que são realizados pelos turistas de cada navio, na medida em que procuramos criar programas adaptados às expectativas de cada grupo. Como exemplo, recebemos grupos de clientes que procuram conhecer a herança judaica do Douro para os quais desenvolvemos programas específicos em torno dessa componente histórica e cultural», sublinha fonte da companhia.

A experiência a bordo dos navios procura dar a conhecer aos turistas uma visão ampla e global da cultura duriense. «Em todos eles abordamos a história e cultura da região, a sua gastronomia, a cultura da vinha e do vinho, a riqueza arquitectónica e as tradições e costumes do Douro, alargando o raio de actuação para a vizinha Espanha, mais concretamente com visitas a Salamanca», revela fonte da empresa. Deste modo, quem realiza um cruzeiro a bordo dos navios DouroAzul, consegue ter uma experiência relativamente completa na região do Douro, independentemente do motivo inicial que o trouxe a descobrir esta região única na Europa.

«Todos os nossos programas permitem ver as vinhas ao longo do Douro, e visitar quintas da região onde é possível conhecer melhor todo o processo vinícula, e aprender como são produzidos, desde o início, os vinhos do Porto e do Douro», afirma fonte DouroAzul, sublinhando que, por ser a época das vindimas por excelência, o início do Outono é um período em que esta experiência de descoberta dos vinhos da região se torna mais rica e dinâmica. «Mas o ciclo do vinho desenrola-se ao longo do ano e está sempre muito presente nos nossos programas de cruzeiros». Os programas incluem cruzeiro, todas as refeições, quer as realizadas a bordo, quer as que se realizam nas excursões em quintas da região por exemplo, bem como os diversos tours realizados ao longo do cruzeiro. «Estamos a falar de programas de 8 dias na região que permitem explorar o que de melhor o Douro tem para oferecer a quem o visita. Em cada dia existem tours na região que levam os turistas a visitar cidades, vilas, quintas, museus e espaços históricos em que procuramos oferecer experiências autênticas que representam a cultura duriense, e que sejam apresentadas por pessoas da região», reforça fonte da empresa.

Todos os navios-hotel DouroAzul permitem aos clientes descobrir o Douro, de uma forma relaxante, navegando ao longo do rio, visitando as vilas, cidades e monumentos históricos da região, e pernoitando a bordo. «Os nossos navios-hotel estão equipados com todas as comodidades que encontramos num hotel de cinco estrelas», afirma fonte DouroAzul, «as cabines estão devidamente equipadas com ar condicionado, um sistema de infoentretenimento avançado que, para além de permitir ver televisão ou filmes no sistema video-on-demand, possibilidade navegar na Internet, ter acesso a informação sobre o cruzeiro, a região ou sobre o estado do tempo. Tal como num hotel temos serviço de Wi-Fi de banda larga em todo o navio».

Para além do restaurante e do bar em permanência, existe serviço de coffee station para os clientes usufruírem ao longo do dia e noite, bem como room service ou serviço no sun deck do navio. Praticamente toda a frota está equipada com piscinas de água quente no sun deck, ginásio, onde os clientes podem manter a forma física, e um serviço de spa, com terapeuta certificada,
para momentos de maior relaxamente. Recentemente a oferta de wellness foi inovada com a inclusão de uma sauna a bordo.

«Tudo aquilo que os clientes podem encontrar num hotel de 5 estrelas, existe nos nossos navios, com a vantagem de ser um hotel que acompanha os clientes numa viagem de descoberta ao longo de uma região única, e de beleza ímpar. De referir que os navios estão equipadas com janelas panorâmicas que permitem aos clientes desfrutar da paisagem enquanto estão no bar, restaurante ou no ginásio», revela fonte da companhia.

A PENSAR NOS TURISTAS

A esmagadora maioria dos turistas (99%) que procuram o serviço DouroAzul são internacionais. Como refere fonte da empesa «recebemos clientes de mais de 70 países diferentes, vindos de todas as partes do Mundo. Os principais mercados emissores são os Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha. Nos últimos anos temos assistido a um crescimento interessante de clientes oriundos do Canadá, centro da Europa (Áustria, Suíça e Bélgica), Escandinávia e Austrália. O mercado asiático ainda tem uma expressão reduzida, mas apresenta um crescimento interessante de ano para ano».

Ao longo do ano a DouroAzul vai adaptando o programa para corresponder ao que a região tem para oferecer a quem a visita, pois acredita que é importante ter esta ligação com toda a envolvente, a qual permite introduzir novas experiências e, sobretudo, porque ajuda na promoção da região do Douro. «Este ano teremos em Outubro dois cruzeiros de Outono, uma altura do ano que oferece um Douro com tonalidades de vermelhos, amarelos e castanhos que trazem uma nova luz sobre a região que a permite (re)descobrir. É um programa que está muito ligado ao ciclo do vinho e da vinha», revela fonte DouroAzul.

DOURO ENCANTADO

O Douro tem uma riqueza paisagística, cultural, arquitectónica e gastronómica que o tornam num destino turístico de excelência, e que tem vindo a ser cada vez mais valorizado a nível internacional. A experiência de um cruzeiro ao longo do Douro permite aos turistas usufruir de toda esta riqueza de uma forma envolvente e dinâmica. Em termos paisagísticos, a região do Douro oferece algo único, resultado de um trabalho milenar entre a Natureza e o Homem, que esculpiram os socalcos durienses que são a imagem de marca da região. Acompanhar a transição da paisagem do Porto até Barca d’Alva é uma viagem que permite também perceber um pouco da história da região e do país, que se reflecte também na arquitectura que podemos ver ao longo das margens, e nas cidades e vilas que se visitam. Desde castelos medievais a edifícios exemplares de arquitectura contemporânea, ao longo de toda a região há uma riqueza patrimonial capaz de rivalizar com qualquer outro rio do centro da Europa.

«Obviamente que não podemos deixar de fora de qualquer análise da atractividade turística do Douro o facto de ser uma região vinícola de excelência. Os vinhos do Porto e do Douro são um dos principais atractivos da região e atraem turistas que querem conhecer melhor este produto e, sobretudo, perceber todo o processo de produção».

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Filtro 3D permite experimentar maquilhagem Dior
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel