Descubra uma das maravilhas naturais da Nova Zelândia

Fica a 100 quilómetros de Auckland.

A Great Barrier tornou-se a primeira ilha a ser considerada um “Santuário Internacional de Céu Escuro” — e apenas o terceiro lugar do mundo a conseguir esse status depois dos santuários no Novo México e no Chile.

Grande parte da Great Barrier não tem energia eléctrica, o que diminui a poluição luminosa e favorece a vista do céu durante a noite. Mais de 60% do seu território é propriedade pública administrada pelo Departamento de Conservação, e a floresta nativa abriga várias espécies de plantas e aves exclusivas da região, vários trilhos que levam a piscinas naturais de águas termais  e o monte de Hirakimata (Monte Hobson), que está a cerca de 627 metros acima do nível do mar, onde se pode observar a ilha com vistas 360°.

Próximo da Great Barrier está a Reserva de Céu Escuro Aoraki Mackenzie, que recebe visitantes do mundo.

Juntas, as duas regiões fazem da Nova Zelândia um dos destinos mais cobiçados pelos astrónomos e turistas que, além de observar as estrelas, também podem desfrutar de outras actividades muito praticadas na ilha, como mergulho, pesca, surf, passeios de caiaque e bicicleta de montanha.

Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
O Natal da Meo rima com Apple TV
Automonitor
Novo VW ID. Space Vizzion tem 560 km de autonomia