Caracas: a bela cidade que tem mesmo de conhecer

Com uma população de aproximadamente 4 milhões de habitantes, Caracas é, não só a capital, como a cidade mais populosa da Venezuela.

 

É praticamente impossível visitar Caracas e não perceber a enorme influência que Hugo Chávez teve sobre ela. Ao lado de Simón Bolívar, símbolo da luta pela libertação da América Latina, o seu nome e a sua imagem estão estampados um pouco por toda a cidade. Fundada em 1567 e oficialmente baptizada com o nome de Santiago de Léon de Caracas, a capital da Venezuela é também o centro administrativo, financeiro, politico, comercial e cultural do país.

Limitada pela costa (fica a 15 km do mar do Caribe) e pela montanha Ávila, morada do Parque Nacional El Ávila, é desde o topo desta última que a cidade revela toda a sua beleza. Para conseguir tal proeza basta que suba o teleférico Warairarepano, para muitos a principal atracção turística da cidade. Depois de uma viagem de cerca de 20 minutos e 3,5 km os visitantes deslumbram-se com a panorâmica, e o mesmo vai acontecer consigo.

Cá em baixo, são muitos os motivos de interesse que vão despertar a sua atenção sendo que deve reservar as suas forças para dar longos passeios em busca da essência de uma cidade em que nem sempre a vivência do dia-a-dia se revela a mais simples. Na La Candelária vai encontrar além de inúmeros trilhos para passeios ao ar livre, vários restaurantes dignos de uma visita, quase todos especializados em gastronomia espanhola e italiana.

Na verdade, esta é uma cidade onde se come bem. São muitos os restaurantes de Caracas, desde os mais caros, como o 360 Roofbar, até àqueles mais em conta, mas onde a comida é igualmente deliciosa, como o Budare la Castellana conhecido pela gastronomia mais tradicional. Ladeada por monumentais estátuas e fontes que homenageiam os venezuelanos que lutaram pela independência do país, o Paseo los Próceres surge como uma extensa avenida onde sabe bem passear ao fim da tarde. Faça como os locais e percorra um pouco da história da cidade. Desde o Parque Nacional El Ávila, com a sua fauna e flora verdejante, até ao Parque Francisco de Miranda com a sua lagoa e o pequeno jardim zoológico, passando pelo Jardim Botânico da cidade, muito mais há para descobrir e desvendar na capital venezuelana.

A conhecer

Capitólio Nacional

Ocupante de um quarteirão completo, o enorme edifício do Capitólio Nacional surpreende os visitantes com os seus ornamentos neoclássico e os domos dourados.

Parque del Este

No meio da cidade ergue-se o Parque del Este, um paraíso verdejante que cativa tanto os habitantes da cidade como os visitantes. No seu interior pode visitar-se um pequeno jardim zoológico habitado por animais da região e uma réplica do navio “Santa Maria” de Cristovão Colombro. O parque, inaugurado em Janeiro de 1961, abrange uma área total de 82 hectares, tendo sido concebido pelo arquitecto Roberto Burle-Marx, responsável pela concepção dos jardins da cidade brasileira de Brasília.

Casa Simón Bolivar

Com mais de 200 anos de existência, o edifício acolhe a história de “El Libertador”, Simón Bolivar, uma das figuras mais importantes da América Latina.

Panteão Nacional

Monumento que representa e testemunha a história da Venezuela, é no Panteão Nacional que estão guardados os restos mortais de Simón Bolivar e de outros heróis e destacadas personalidades venezuelanas.

Anauco Arribauna

Considerada como a edificação mais antiga da cidade, esta casa de campo datada do século XVII é considerada Património Histórico nacional.

Palácio das Academias

De estilo colonial o Palácio das Academias é vizinho do Palácio Federal Legislativo, da Bolsa e da Universidade. Tendo começado a ser construído em 1577 para acolher monges franciscanos, alberga hoje e depois de ter sido sujeito a um profundo processo de recuperação, a Biblioteca Metropolitana de Caracas Simón Rodríguez,

Palácio de Miraflores

Construído em 1884 sob o olhar atento de Giussepi Orsi, o edifico de arquitectura neoclássica do Palácio de Miraflores acolhe a sede da Presidência da Venezuela.

Catedral de Caracas

Foi construída em 1665 sobre a primeira igreja construída em Caracas (1641), tendo sido ali baptizado Simón Bolivar. Localizada no centro histórico da cidade, é composta por cinco naves estando plena de elementos neoclássicos

Museu Sacro

Dono de um acervo onde se incluem peças oriundas da Catedral de Caracas e de outras paróquias, o Museu Sacro é um dos destaques da capital venezuelana. Inaugurada em Novembro de 1993, a construção onde se encontra instalado situa-se no antigo cemitério da cidade, datado de 1673. Da colecção de artigos que alberga destacam-se as pinturas do artista venezuelano Juan Pedro Lopez, do porto-riquenho José Campeche e do mexicano Javier Flores, e as esculturas que retratam diversas passagens da Paixão de Cristo.

Palácio Municipal

Sede do município, acolhe igualmente o Museu de Caracas. Alvo de alterações e remodelações ao longo dos anos, tem o ano de 1578 como o da data da sua edificação.

Museu das Belas-Artes

Classificado como o mais antigo museu venezuelano, alberga um sem-número de salas onde se podem admirar desde peças de arte egípcia, até cerâmica chinesa, passando por variadas exposições temporárias.

Museu da Ciência

Como único museu do género na cidade não é de estranhar o número de epaçs que alberga, mais de 200 mil.

Museu de Arte Contemporânea

Desde a data da sua abertura, no ano de 1974, que o Museu de Arte Contemporânea de Caracas oferece regularmente exposições de artistas nacionais e internacionais da segunda metade do século XX.

Galeria de Arte Nacional

Desde há cinco anos considerado o maior museu do país, a Galeria de Arte Nacional possui um acervo de levadíssima qualidade com mais de 6 mil peças de arte venezuelana, desde o período pré-hispânico até a arte moderna.

As “plazas”de Caracas

Esta é uma cidade que vive em redor das “plazas”. Dona de um clima ameno, caracas possibilita que os seus habitantes e visitantes convivam muito fora de portas pelo que as praças são bastante requisitadas. Aqui deixamos algumas das mais famosas:

Plaza Bolívar de Caracas, em torno da qual se encontram a Catedral, o Palácio Municipal e o Museu Sacro está localizada no centro histórico da cidade sendo a maior praça de Caracas;

Plaza Venezuela, rodeada por diversos monumentos, como fontes e estátuas, surge como um passeio pedonal;

Plaza O’Leary, no centro da cidade surpreende sobretudo pelas fontes Las Toninas, da autoria do artista Francisco Narváez;

Plaza França, em redor do imponente obelisco e dos charmosos jardins encontra-se sempre uma imensidão de turistas, dai ser considerada a mais turística das praças da cidade;

Plaza Alfredo Sadel, assim chamada em homenagem ao músico lírico venezuelano, Anfredo Sánchez Luna, escontra-se rodeada de edifícios modernos e imponentes;

Plaza Bolívar de El Hatillo, situada no bairro de El Hatillo possui um ambiente tranquilo e agradável, tendo no centro uma estátua de Bolivar e em frente a Igreja Santa Rosalía de Palermo;

Plaza Bolívar de Chacao, no município com o mesmo nome, a praça tem em seu redor a prefeitura e a catedral,

Plaza de San Jacinto, mais conhecida entre os habitantes de Caracas como Plaza El Venezolano, está localizada na zona antiga da cidade.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Conheça a nossa voz
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel