Bmw série 8 gran coupé ainda mais elitista

O número oito está de volta à BMW e depois da versão Coupé e Cabriolet, chega agora a vez de conhecermos o elegante Coupé de quatro portas, ou Gran Coupé como a marca lhe chama.

Depois de ter surpreendido diversas pessoas com o seu M8 Gran Coupé Concept durante o evento de Villa d’Este em 2018, a BMW fez regressar ao mercado o seu Série 8, numa versão que vem substituir, de certa forma, o anterior Série 6. Os primeiros a chegar foram os formatos Coupé e Cabrio, que até já contam com a opção mais desportiva assinada pela BMW Motorsport (M8), mas agora, é o momento certo para entrar no mercado o formato mais elegante de toda a gama, o Gran Coupé de quatro portas.

Os formatos de carroçaria são os mesmos que já conhecíamos do anterior Série 6, mas a reincarnação do BMW Série 8 conta agora com um visual mais evoluído e requintado, que nos mostrou como serão os futuros modelos da marca. A grelha dianteira, por exemplo, tem agora um novo desenho e as entradas de ar que conhecemos como os “rins”, têm agora uma dimensão ainda mais generosa e estão integradas numa única peça de metal, com um pequeno espaço ao centro onde está instalada uma pequena camara. As óticas dianteiras foram anunciadas como as mais esguias de sempre num BMW e incluem um sistema de iluminação em LED bastante avançado, podendo contar também, em opção, com o sistema de iluminação Laser da BMW. O formato do capot conta com vincos longitudinais que dão uma ajuda na parte da aerodinâmica, mas sobretudo na estética do novo Gran Coupé, que é o mais generoso da gama em termos de tamanho.

Face ao coupé, esta nova versão de quatro portas vê a sua carroçaria aumentada em 23 centímetros, sendo que destes, 20 estão apenas entre os eixos, uma vez que as necessidades de espaço a bordo são mais elevadas. O comprimento total da carroçaria fica agora acima dos cinco metros, mas o seu desenho não nos deixa perceber isso de imediato. As linhas laterais da carroçaria são fluidas e também contam com alguns vincos e traços que a deixam mais elegante desde a frente até à traseira, com flancos mais largos e musculados do que no coupé. Aliás, a largura da secção traseira do Gran Coupé conta com mais três centímetros do que a do Coupé de apenas duas portas.

No habitáculo, há bastante espaço para quatro ocupantes, ainda que a lotação máxima sejam os tradicionais cinco assentos. O quinto lugar, o central traseiro, no entanto, pode ser utilizado por um passageiro, mas o ideal é deixá-lo livre e apreciar o desenho da consola central que se estende desde a base do assento até à consola central dianteira. O desenho dos assentos, tal como vemos nas imagens assim o aconselha e é esta a melhor forma de apreciar o espaço a bordo mais generoso que o do Coupé e a iluminação única oferecida pelo opcional teto panorâmico em vidro que se estende desde o para-brisas até vidro traseiro deste Gran Coupé.

Nos lugares da frente, o ambiente é o mesmo do Coupé, com todos os detalhes e pormenores que conhecemos dos modelos mais recentes da gama, mas com uma melhor escolha em termos de materiais e equipamentos. O painel de instrumentos totalmente digital conta com o novo desenho da instrumentação da BMW e os sistemas multimédia são os mais avançados, não faltando os comandos vocais e os controlos gestuais. Na consola central está o comando da caixa de velocidades e o rotativo do sistema de infoentretenimento, que poderão incluir acabamentos em vidro. Também na lista de opcionais podemos encontrar elementos como o sistema de som da Bowers & Wilkins, por exemplo.

Outras das grandes apostas da BMW nos seus modelos mais recentes é a sua conectividade com o mundo que os rodeia e por isso, o novo Série 8 Gran Coupé está equipado com os sistemas mais recentes e até com um novo assistente pessoal, que reage ao comando vocal “Hey BMW” e o ajuda a ajustar diversos pontos como a temperatura ambiente, o volume do sistema de som e a quantidade de sombra a bordo, caso esteja presente o enorme teto panorâmico em vidro.

A oferta de motorizações disponíveis para este modelo não será muito diferente da que já conhecemos com o Série 8 Coupé e o Cabrio. Ou seja, nas opções a gasolina, a versão de topo será a M850i xDrive, equipada com o motor V8 de 4,4 litros e 530 cavalos de potência, que são transmitidos para as rodas através de uma caixa de velocidades automática Steptronic de oito velocidades e do sistema de tração integral xDrive, mas com a ajuda de um diferencial da M Sport afinado especificamente para este modelo. Do lado dos diesel é o icónico bloco de seis cilindros em linha com três litros de capacidade que continua disponível, na sua versão de 320 cavalos, que também é acompanhada da caixa automática Steptronic e do sistema de tração integral.

Os detalhes para a gama que teremos disponível em solo nacional ainda não estão finalizados e por essa mesma razão também ainda não há preços disponíveis para este modelo.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Filtro 3D permite experimentar maquilhagem Dior
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel