Adega de Vidigueira vence três prémios internacionais

A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito venceu três certames internacionais de vinhos: os Mundus Vini, CINVE e Bacchus.

Nestes concursos internacionais, os vinhos produzidos pela adega obtiveram duas medalhas de ouro, uma no Mundus Vini 2018 com o Vidigueira Grande Escolha Branco 2016, e outra no CINVE 2018 com o Vidigueira Alicante Bouschet 2015.

Três medalhas de prata no CINVE 2018 (Vidigueira Antão Vaz 2017; Vidigueira Grande Escolha Branco 2016 e Vidigueira Syrah 2015), e duas medalhas de prata no Bacchus 2018 (Vidigueira Antão Vaz 2017, e Vidigueira Syrah 2015).

O concurso Mundus Vini começou há 15 anos na Alemanha, é onde por norma concorrem mais de dez mil vinhos de todo o mundo.  Por essa razão, o enólogo da adega, Luís Morgado Leão, afirma que «quando há milhares e milhares de vinhos de todo o mundo a concurso, levar os vinhos da nossa Adega e regressar com medalhas, e de ouro, é algo impactante para a nossa região, que assim afirma a excelência do que aqui produzimos com paixão e trabalho».

O 14º CINVE (Concurso Internacional de Vinhos e Espirituosos) decorreu em Espanha (Cáceres), e o júri internacional teve que provar à volta de 700 vinhos e azeites provenientes de 17 países, como Espanha, França, Itália, Portugal e Uruguai, entre outros.

O XVI Concurso Internacional de Vinhos Bacchus 2018, decorreu em Espanha (Madrid) onde um painel de provadores integrando escanções profissionais, e líderes de opinião, analisou e classificou vinhos neste certame organizado pela União Espanhola de Escanções.

Ainda para este ano a adega prepara o lançamento de um Espumante Vidigueira (DOC), e um vinho tinto (Vidigueira 1498).

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nova Kinda de Oeiras tem um corredor infinito e um Design Studio
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira