Adare Manor Hotel & Golf Resort golfe e muito mais

Fica na Irlanda e é considerado um dos melhores e mais requintados hotéis de golfe da Europa. Fomos conhecê-lo numa experiência que agora partilhamos convosco.

A Irlanda é um dos mais belos destinos na Europa. O verde é a cor que caracteriza o país onde os vales e as montanhas pontuam a paisagem. Pelo meio, vilas onde a arquitectura faz as delícias dos turistas, castelos medievais e um sem-número de outros vestígios de épocas antigas. Com um número crescente de visitantes, a Irlanda tem sabido gerir a sua promoção turística de uma forma sabedora dando enfase à divulgação de espaços onde a qualidade pontua como a principal diferença. Mas quando esses espaços se destacam por estarem instalados em edifícios, também eles merecedores de destaque, tudo ganha outra amplitude e na verdade um renovado valor. Assim é com a unidade hoteleira que hoje lhe damos a conhecer. Adare Manor Hotel & Golf Resort de seu nome completo é mais do que um hotel, pois este complexo de 5 estrelas proporciona uma experiência completa.

No meio do campo

Um pontos altos e uma das principais razões de o resort ser tão solicitado reside no seu campo de golfe de 18 buracos desenhado por Robert Trent Jones Senior, ao qual se junta a curiosidade de muitos em experimentar a pesca à truta no rio Maigue, actividade para a qual o resort fornece todo o equipamento necessário. Arrisque pois não se vai arrepender.

Efectivamente considerado um dos resorts mais famosos de toda a Irlanda, Adare Manor proporciona um nível dificilmente inigualável de serviço, alojamento, gastronomia e actividades de lazer, facto que lhe proporcionou uma extensa lista de prémios e referências elogiosas, quase tão extensa quanto a sua já longa história. A casa principal, The Manor House, está referenciada como uma obra-prima arquitectónica, enquanto as moradias que recebem os hóspedes estão referenciadas como das mais luxuosas do país.

Do rol de actividades proporcionadas pelo hotel destacam-se, além de acima referido golfe e da pesca, os passeios a cavalo, o tiro com arco e ao alvo e a falcoaria, verdadeira tradição naquela região do país. Após tantas e tão cansativas actividades, nada como relaxar no spa com um dos tratamentos disponibilizados e depois terminar o dia com um jantar fabuloso num dos melhores restaurantes da Irlanda, o do resort.

Na realidade, o resort parece saído de um livro de histórias onde os contos de fadas ainda têm finais felizes.

Dentro e em redor

O resort é o ponto de partida perfeito para se avançar à descoberta da zona circundante, pois está localizado a 15 minutos de carro da vila de Limerick e a 25 minutos do Aeroporto Internacional Shannon.

O edifício onde hoje vamos encontrar o hotel foi originalmente construído para servir de casa a Sir Dunraven e a sua mulher, Lady Caroline Wyndham. A construção da magnífica estrutura foi iniciada em 1832, e constituiu um facto deveras importante para a população das redondezas pois ajudou a mitigar os efeitos da devastadora pobreza que atingiu a região durante a segunda metade do século XIX. Apesar de Lady Caroline ter defendido sempre que a mansão foi concebida pelo seu marido sem a ajuda de um único arquitecto, é hoje quase certo que a quase total concepção do projecto foi da autoria de James Pain, responsável naquela altura pela construção de inúmeros edifícios públicos e mansões particulares. As obras, supervisionadas por James Connolly, um famoso construtor local, terminaram em 1862, já depois de o senhor da casa ter falecido.

A propriedade manteve-se na família Dunraven até 1982, altura em que foi vendida a um consórcio financeiro. Cinco anos depois, Thomas F Kane, da empresa Palm Beach Gardens, na Florida, adquiria a propriedade, fazendo-a atravessar um profundo processo de recuperação e restauro que terminou em 1988 com a total conversão do espaço naquela que se viria a tornar numa das mais fantásticas unidades hoteleiras irlandesas.

Arquitectonicamente, The Manor House está repleta de excentricidades como a torre da entrada colocada numa esquina, ao contrário de estar centrada, e a elaborada decoração que se pode observar nos arcos, nas chaminés e nas ombreiras das janelas e portas, enquanto as áreas interiores surgem imensas e donas de uma exuberância ímpar.

Hora do descanso

Ao nível das acomodações, são diversas as tipologias e os estilos que na unidade podemos encontrar, desde quartos singles e duplos até às suites e villas e apartamentos privados. Na Manor House encontramos os aposentos mais exclusivos e elegantes da unidade rodeados pelos jardins com árvores e plantas com mais de 800 anos de existência. No total são 62 quartos categorizados em suite presidencial, deluxe e standard. De referir as camas king size e as imponentes lareiras que se encontram em cada um. Quanto às villas, 46 no total, vamos encontrá-las estrategicamente localizadas a 15 minutos de distância do edifício principal, distância facilmente percorrida a pé por entre o jardim. Mas existem ainda as townhouses de dois e quatro quartos.

Para as refeições

Não falta quem apelide o Oakroom Restaurant de melhor restaurante irlandês. Na verdade, é claramente um dos melhores espaços de restauração do país, facto que demonstra bem a importância que os responsáveis do hotel atribuem à gastronomia. Vamos encontrar um menu repleto de iguarias baseadas na gastronomia contemporânea irlandesa pontuada por influências clássicas. As sugestões variam de acordo com a época e com os produtos disponibilizados, mas a extrema qualidade mantém-se, assim como a criatividade do chef e da sua equipa. Na adega, difícil mesmo vai ser escolher um dos 300 néctares ali religiosamente guardados.

Situado na clubhouse, o Carriagehouse Restaurant proporciona uma atmosfera elegante e muito confortável, onde os hóspedes podem apreciar uma experiência gastronómica digna de referência, enquanto no Drawing Room quem manda é o tradicional e “very british” chá das 5.

Localizado no coração de Adare Village, na região de Limerick, Adore Manor é um espaço rico em história cercado por ruinas medievais. Longe daquilo a que estamos habituados a obter nas unidades hoteleiras comuns, a experiência proporcionada no interior da mansão marca claramente a diferença ao oferecer um conjunto de acomodações fora de série, uma gastronomia contemporânea e uma abordagem inovadora e impecável ao tema hospitalidade, o leva a que os hóspedes regressem uma e outra vez.

Por Sandra M. Pinto

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Já é Natal lá fora… Conheça as primeiras campanhas
Automonitor
Belos e furiosos: 25 modelos para entender os anos 80 e 90