Açores destino ideal para explorar e relaxar

É certo que o Verão já lá vai, mas não significa que os momentos de descanso também terminaram. Um fim-de-semana nos Açores a dois, em família ou com amigos é o tempo que necessita para recuperar energias.

Apenas a 2 horas de viagem de Portugal Continental, 9 ilhas esplêndidas estão ao alcance de qualquer um. Paisagens deslumbrantes, gastronomia de comer e chorar por mais e uma cultura rica e diversificada, onde a cidade de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, e a Paisagem da Cultura da Vinha, na ilha do Pico, são Património Mundial da Unesco. Em cada uma das 9 ilhas há tanto para conhecer! Além de uma temperatura constante ao longo do ano com temperaturas que variam entre os 13,6ºC, de mínima, e os 22ºC de máximas, faça chuva ou faça sol, visitar os Açores em qualquer estação do ano é sempre uma boa opção. Os Açores são a simbiose perfeita para o descanso e aventura.

Explore

Há recantos que não estão visíveis ao olhar de qualquer um. Paisagens únicas e variadas é apenas o início de uma descoberta às entranhas das ilhas, às quais se pode ter acesso através dos cerca de 75 percursos pedestres homologados e sinalizados, que incluem 5 Grandes Rotas, distribuídos por cada uma das nove ilhas, perfazendo uma rede de cerca de 800 km de percursos sinalizados. Ao caminhar por entre os densos matos costeiros, zimbrais e bolsas da floresta Laurissilva não se admire se pelo caminho encontrar cascatas de água onde se pode refrescar. Nos trilhos pelo litoral, admire as encostas recortadas, com formações rochosas, algumas delas formando piscinas naturais, onde, no final de uma longa caminhada, sabe bem um banho para refrescar e retemperar forças.

Em família, em grupo ou sozinho, encontra uma diversidade de tipologia de trilhos facilmente adaptável às diferentes faixas etária e condições físicas de cada um, com diferentes graus de dificuldade e de extensão. Podem ser percorridos de forma autónoma, acompanhados de um guia de interpretação ambiental ou participando em iniciativas organizadas. Para mais informações consulte trilhos.visitazores.com.

Relaxe

E depois de uma grande aventura é momento de relaxar.

Existem nos Açores diversos jardins que apresentam várias particularidades, perfeitos para um passeio, onde pode encontrar com a  presença de peças de água como lagos e tanques, árvores notáveis com um carácter monumental, um potencial ornamental com uma flora subtropical centrada na Austrália e Nova Zelândia, mas também do Extremo Oriente. O Jardim do Parque Terra Nostra (São Miguel), Jardim António Borges (São Miguel), Jardim José do Canto (São Miguel), Jardim Duque da Terceira (Terceira) e Jardim Botânico do Faial (Faial) são alguns dos melhores exemplos nos Açores. Este último apresenta a particularidade e recolher e manter uma coleção de sementes das espécies mais raras dos Açores, onde se encontram 28 das 76 espécies de flora endémica dos Açores, que se encontram distribuídas pelas várias ilhas, em zonas dos diferentes Parques Naturais de ilha.

É também pelos seus recursos hidrotermais que os Açores são conhecidos, de verão ou de inverno, a visita é obrigatória. Inúmeras nascentes de águas carbónicas naturais, cascatas e piscinas de água férrea, onde as temperaturas variam entre os 35 e 40 graus celsius, são locais ideias e naturais para relaxar.

Algumas sugestões:

 Termas do Carapacho – Estância termal do séc. XIX, situada junto ao mar. As suas águas sulfurosas quentes são utilizadas desde 1750 para o tratamento de reumatismo e doenças de pele. A área é também muito procurada pelas suas piscinas naturais.

 Termas da Ferraria – Consideradas um caso único no mundo, devido à existência de água salgada termal com um teor de enxofre muito elevado, as águas da Ferraria, além de curarem problemas de reumatismo e nevrites, são também usadas para tratar de doenças de outros foros.

 Termas das Caldeiras da Ribeira Grande – As termas das Caldeiras da Ribeira Grande estão localizadas no interior da ilha de São Miguel e a sua construção remonta ao século XIX. Estão situadas num vale que é atravessado por uma ribeira e envolvidas por vegetação povoada por espécies típicas das florestas da Laurissilva.

Caldeira Velha – Cascata de água quente férrea onde se pode tomar banho, localizada na encosta da Serra de Água de Pau.

Poça da Dona Beija – A Poça da Dona Beija é conhecida pelas suas qualidades terapêuticas e é um ex-libris da freguesia das Furnas. Formada por piscinas de água quente cristalina, com temperaturas que rondam os 39ºC. No local encontra-se uma nascente natural de água quente, dentro duma gruta, que fornece as cinco piscinas, que incluiu uma zona para molhar os pés ou o corpo e parte da ribeira, que alberga uma comporta removível, proporcionando uma mistura de água quente e fria.

 

 

 

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Já é Natal lá fora… Conheça as primeiras campanhas
Automonitor
Belos e furiosos: 25 modelos para entender os anos 80 e 90