À descoberta de Guayaquil

O Equador, país da América do Sul, cativa um número crescente de visitantes, muitos oriundos da Europa. Descubra e deixe-se encantar por Guayaquil.

No cartão-de-visita Guayaquil apresenta-se como a maior cidade do Equador, sendo que possui igualmente o maior porto do país. Instalada na margem ocidental do rio Guayas, Guayaquil fica a cerca de 400 km da capital Quito, mas consegue ultrapassar esta em número de habitantes, mais de três milhões que fazem dela a 44.ª cidade mais populosa do continente americano.

Um pouco de história

De acordo com a lenda transmitida através de gerações, o seu nome resulta da junção dos nomes do cacique “Guayas” e da sua mulher “Quil”, símbolos da resistência aborígene que, de acordo com a tradição popular, escolheram lutar até morrer em vez de se submeterem aos conquistadores espanhóis. Como data mais provável da sua fundação surge o ano de 1538 e o seu responsável o capitão Francisco de Orellana. Enquanto colónia espanhola, a cidade ocupou um lugar de extrema importância, sendo que à época a navegação e o comercial serviam de base principal a uma boa sustentação da economia. Era dos seus estaleiros que saíam as embarcações construídas com madeira oriunda das montanhas e que depois se faziam ao mar para longas jornadas. Em 1820 a cidade ganha a sua independência, constituindo-se como província livre. Algo que muda dois anos depois, quando Simón Bolivar procede à anexação da província de Guayaquil à Grande Colômbia. Uma década depois a província passa a fazer parte definitivamente do território do Equador.

Crescimento e turismo

Ao longo dos anos a cidade foi perdendo a sua importância estratégica ao nível do comércio mas ganhou outra, enquanto destino turismo, algo que se mantém e que nos últimos anos se tem vindo a acentuar.

Alvo de vários processos de renovação urbana, apresenta-se hoje embelezada por diferentes espaços de lazer. Não esqueçamos que Guayaquil se encontra bem perto de uma área florestal rica e abundante o que lhe dá um ar em tudo especial. Quem chega vai descobrir uma metrópole vibrante, dinâmica e cosmopolita, ou não fosse ela uma cidade portuária. O esforço de modernização da cidade é por demais evidente, pelo que regularmente podem ser apreciados novos espaços públicos onde população local e turistas se cruzam. As unidades hoteleiras têm vindo a mostrar uma crescente qualidade, assim como os restaurantes onde podem ser devidamente gastronomias oriundas um pouco de todo o mundo. Os seus habitantes são simpáticos e hospitaleiros e todos partilham uma tremenda paixão pelo futebol.

A saber

Para que possa agora organizar a sua viagem terminamos dizendo que Guayaquil é uma cidade muito húmida onde, nos meses mais quentes, entre Novembro e Janeiro, os termómetros chegam a acusar os 40 graus. No Inverno, as temperaturas mínimas raramente chegam aos 18 graus.

A visitar

Dos espaços a visitar e que devem constar do roteiro de qualquer turista que se preze destacamos o centro histórico e financeiro com a sua rica arquitectura espanhola.

Malecón

Entre os lugares turísticos mais importantes está  o Malecón, no qual se encontram muitos monumentos históricos, que oferecem aos turistas um pouco do passado da cidade e do país. O Malecón também é conhecido pela sua beleza, uma vez que está ladeado de jardins, fontes e bosques. Depois ali há também lojas, bares e restaurantes. Faça um dos passeios de barco que, de dia ou de noite, são uma visão única deste espaço.

Cerro de Santa Ana

É uma das atracções turísticas que ninguém pode perder em Guayaquil. O motivo? Porque aqui se ergueu a cidade depois da chegada dos colonizadores. Os turistas podem subir até ao cimo do “cerro” a partir de onde podem observar a parte norte da cidade.

Puerto Hondo

Espaço certo para os amantes da natureza, acolhe uma vastidão de diferentes espécies que dão uma ideia da riqueza da flora e da fauna desta região.

Parque Histórico Guayaquil

Assim chamado por ser a morada de lindíssimos exemplares arquitetónicos que testemunham a história da cidade desde a época colonial até o presente, passando pelo período da independência.

Cerro Blanco

Espaço ideal para quem gosta de turismo de aventura está rodeado por uma incrível e bela natureza. Nesta reserva ecológica, os visitantes podem admirar as espécies vegetais e os animais característicos da região. Curiosamente, os turistas têm a oportunidade de ali acampar durante a noite o que dá um sentido de maior aventura à visita.

Parque El Lago

Um dos parques preferidos dos habitantes e dos turistas pois ali é possível praticar algumas actividades aquáticas, como snorkeling, mergulho, pesca, caiaque e remo. O lago artificial está rodeado por vegetação, facto que lhe dá uma beleza extra. É muito solicitado pera piqueniques e passeios de bicicleta.

Bairro Las Peñas

Com mais de um século de vida, é o bairro mais antigo da cidade. Localizado aos pés do Cerro Santa Ana surge como um dos mais importantes pontos turísticos da cidade. Revitalizado pelas autoridades governamentais e valorizado pelos habitantes, recebeu por isso um forte impulso do turismo.

Parque Centenário

Situado em pleno centro de Guayaquil, é um dos maiores parques da cidade. Povoado de monumentos, apresenta-se como um espaço de homenagem ás mais importantes personalidades do país. O destaque vai para os monumentos de bronze que representam os valores que nortearam a população equatoriana em todas as fases de sua história: patriotismo, heroísmo, justiça e liberdade.

Museu da Casa de la Cultura

Acolhe no seu interior a mais valiosa colecção de arte pré-colombiana em ouro. Considerada uma das colecções mais importantes do país e da América Latina, o seu acervo inclui utensílios, jóias, acessórios, como botões e agulhas, e máscaras que reflectem as tradições e o estilo de vida das culturas nativas.

Por Sandra M. Pinto

 

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Marcas deverão despedir 80 mil pessoas nos próximos anos