Explore estes 13 parques naturais portugueses

Se a pausa perfeita inclui mochila às costas, um saco-cama e uma tenda de campismo, existem 13 parques naturais em Portugal com paisagens e planos para todos os gostos.

Os amantes da natureza podem escalar, mergulhar e praticar surf em vários pontos do país, e a momondo compilou uma lista para lhe mostrar vários locais onde pode fazer o que mais gostam. Veja  qual o parque natural mais indicado para si.

Parque Natural do Alvão

Eis a reserva natural perfeita para os adeptos das águas bravas e dos desportos radicais. No Parque Natural do Alvão, localizado entre Vila Real e Mondim de Basto, pode praticar rafting, arborismo ou dar um mergulho junto a uma das maiores quedas de água de Portugal. Aqui, vai encontrar as famosas Fisgas de Ermelo, onde as águas do rio Olo se lançam de forma pouco discreta desde uma parede com quase 200 metros de altura.

Parque Natural da Arrábida

Prefere a espeleologia, o mergulho ou a escalada? Então o seu destino é na Margem Sul, para passar uns dias em contacto com a natureza entre as águas azuis do Atlântico e a densa vegetação da Serra da Arrábida. Entre Palmela, Setúbal e Sesimbra, o Parque Natural da Arrábida esconde praias que j+a receberam prémios internacionais.

Parque Natural do Douro Internacional

Prefere dedicar as férias à observação de aves, rodeado por falésias e desfiladeiros? O parque natural mais indicado fica junto à fronteira com Espanha, que se estende num vale com mais de 100 quilómetros entre Miranda do Douro e Figueira de Castelo Rodrigo. Aqui pode observar aves raras como a cegonha-preta, a águia-real ou o abutre-do-egipto.

Parque Natural do Litoral Norte

Tem hotéis integrados em antigos moinhos, com vistas para o mar e rodeados de praias quase desertas. Quando o sol começa a esconder-se atrás das águas agora alaranjadas do Atlântico, pode caminhar entre dunas brancas que vão desde a foz do Rio Cávado até à Apúlia.

Parque Natural de Montesinho

Para quem não quer estar muito longe da civilização, o Parque Natural de Montesinho é o lugar adequado. Tem diversas aldeias tradicionais ao teu redor, como Rio de Onor, Montesinho ou Gimonde, com casas de xisto e telhados de lousa. Assim, contacta com locais e pode visitar o Parque Biológico de Vinhais, que tem como finalidade a conservação da natureza e a promoção da biodiversidade local.

Parque Natural da Ria Formosa

Localizado no sotavento algarvio, abrange as Ilhas de Faro, da Barreta, da Culatra, da Armona e de Tavira, junta ria e mar, que contrastam com os tons acastanhados das enormes extensões de areia praticamente desertas. Pode dar um passeio nas barcas tradicionais que, no passado, eram utilizadas para a pesca do atum, e sentar-se num restaurante à beira-mar para saborear um dos pratos locais onde o peixe fresco é protagonista.

Parque Natural da Serra da Estrela

É a maior área protegida e também o ponto mais alto de Portugal Continental. Pode esquiar ou praticar snowboard, principalmente durante os meses frios. Mas também há muitas razões para visitar esta reserva natural no Verão. Seleccione um dos trilhos pedestres e explore as paisagens e prove os queijos amanteigados da região.

Parque Natural da Serra de São Mamede

No Parque Natural da Serra de São Mamede encontrarás algumas das melhores paredes do país para a prática de escalada. Além disso, o cume desta serra, a 1025 metros de altitude, é um miradouro privilegiado para observar a beleza da paisagem circundante. Para que os não são tão fãs das alturas, há também oito percursos pedestres e diversos itinerários para percorrer em BTT ou a cavalo.

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros

Explore as formações esculpidas pela água no interior do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, nas grutas de Santo António, da Moeda, Mira d’Aire e Alvados.

À superfície, a apenas 10 quilómetros de Fátima, há algo que também o deixará surpreendido: as enormes pegadas de dinossauros do Jurássico médio, que darão uma ideia mais aproximada da dimensão real destas criaturas.

Parque Natural de Sintra-Cascais

Parece que os dinossauros também passaram pelo Parque Natural de Sintra-Cascais, deixando as suas marcas bem visíveis em particular na arriba sul da Praia Grande, junto às Azenhas do Mar.

Depois de explorar todos estes vestígios do passado, pratique windsurf, surf ou bodyboard, aproveitando as excelentes condições de vento da Praia das Maçãs ou do Guincho, por exemplo. Pode também contemplar o Atlântico no Cabo da Roca, o ponto mais ocidental do continente europeu, “onde a terra acaba e o mar começa”.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Cerca de 250 quilómetros mais a sul, sem abandonar a costa atlântica, encontramos o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que se estende desde Porto Covo, no Alentejo, até ao Burgau, já no Algarve. Outro lugar que oferece condições fantásticas para a prática do surf, com a vantagem de que tem praias mais selvagens e de difícil acesso.

E para terminar com um toque de romantismo, visite o farol do Cabo de São Vicente um final de tarde. Ver o pôr do sol desde este ponto da costa portuguesa é uma experiência que nunca esquecerá.

Parque Natural do Tejo Internacional

Explore a fronteira entre Portugal e Espanha, desta vez entre Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão. Uma grande parte da paisagem do Parque Natural do Tejo Internacional caracteriza-se por vales profundos e abruptos desfiladeiros, que fazem com que as condições sejam mais favoráveis para espécies selvagens como o javali, as raposas ou os veados, do que propriamente para os humanos.

E este é também um paraíso para os adeptos da observação de aves que, com um pouco de paciência, aqui poderão avistar colónias de cegonhas-pretas, águias ou bufos-reais. Também pode optar pela escalada, canoagem ou lançar-te a toda a velocidade por um dos percursos de BTT aqui existentes.

Parque Natural do Vale do Guadiana

Para os que não podem viver sem sol e calor, o Parque Natural do Vale do Guadiana não decepciona. Em pleno vale médio do rio Guadiana, entre os concelhos de Mértola e Serpa, está localizado numa das zonas onde se registam cada ano as temperaturas mais altas em Portugal.

Pode lançar-se em canoa pelo rio Guadiana ou fazer um piquenique junto à queda de água do Pulo do Lobo, e dar um mergulho de vez em quando. E há outro ponto a favor deste parque: é uma zona onde existem muitos trevos de quatro folhas.

13 opções para apreciar a natureza, sem sair “de casa”.

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus
Automonitor
AUTOBEST 2020: Novo Opel Corsa é um dos finalista