10 factos que talvez não saiba sobre o Oktoberfest

É conhecido pelas barbas exóticas, decotes avantajados e cervejas gigantes, mas há muito mais no Oktoberfest do que imagina.

1. Não é um festival de cerveja!

“Desculpa? Não estou a conseguir respirar…COMO ASSIM?!’ Conseguimos ouvir-te a chorar compulsivamente desse lado mas esta é a dura realidade. Lida com isso. Contrariamente ao que se diz por aí, o Oktoberfest – ou ‘Wiesn’ para os locais – não é um festival de cerveja, mas sim uma gigantesca festa de aniversário! Exato. Uma festa de anos! E não estamos a falar de uma festa qualquer… O Wiesn serve para celebrar o aniversário de casamento do Príncipe Herdeiro da Baviera, Ludwig, e a Princesa Teresa da Saxónia e Hildburghausen.

Quando os pombinhos deram o nó em 1810, a comemoração foi feita com todo o condado e nem uma gota de líquido dourado foi desperdiçada! Simpáticos, não achas?

Só em 1819 é que as corridas de cavalos foram substituídas por verdadeiros vendedores de cerveja. Embora, de início, exibissem alguma prudência, ainda consegues encontrar monarcas contemporâneos a brandir uma caneca (‘krug’ em alemão) em homenagem aos velhos senhor e senhora que tornaram tudo isto possível!

2. O Oktoberfest não serve cerveja…

Eu sei. Parece que estamos a gozar, não é? Mais um facto para te deixar com a cabeça à roda: o festival não serve “cerveja”, serve um néctar! Um néctar com o nome apropriado de ‘Oktoberfestbier’!
Servida em 13 tendas gigantescas, e produzida apenas por seis das melhores cervejarias de Munique, estas receitas especiais são únicas! Ousar, chamando-lhes “uma simples cerveja”, pode provocar duelos ao amanhecer com outros clientes. Cautela.

3. Tem um lado mais alternativo…

Acredite-se ou não, há mais no Oktoberfest para além do álcool! A música é muito importante. Para que nada falhe, cada tenda tem a sua banda a tocar hits dos Black Eyed Peas ou clássicos de música tradicional alemã. Soa muito à banda Beirut a brindar entusiasticamente com Katy Perry!

Se cantar e dançar não é a tua cena, dirige-te até à tenda Armbrustschützenzelt. Popular entre locais e estrangeiros, neste “stand” podes passar o teu tempo a degustar as seleções da cervejaria Paulaner, enquanto devoras um suculento pernil de porco! Ah, e podes experimentar a vida da Katniss Everdeen dos “Jogos da Fome” por umas horas…Solta o caçador que há em ti e entra na competição anual de arco e flecha!

4. A sobrevivência dos mais fortes

Não só são apenas exclusivas do festival, como estas VIBs (Very Important Beers) são igualmente certeiras como um soco! Servidas na caneca clássica de um litro, a cerveja Oktoberfest tem uma percentagem de álcool a rondar os 6%, ligeiramente mais forte do que um sumo de cevada normal. Embora sejam potentes, as oktoberfestbiers não são consumidas com particular moderação… As proporções são olímpicas! Na última edição do festival foram comprados 6.4 milhões de litros!

5. Não há bebida sem autorização

Pensar-se-ia que o Golias das festas da cerveja seria uma daquelas ocasiões em que tudo vale, mas…Não é! No Oktoberfest só se começa a beber quando o mestre de cerimónias – o presidente da câmara de Munique – abre o primeiro barril de cerveja e exclama: “O’zapft is” (‘Está a escorrer!’).

6. Não começa em Outubro

O que há num nome? Pouco…Ou, neste caso, quase nada! O ícone dos festivais do Outono nem sequer começa em Outubro! Ao longo dos anos, o desejo pelo sol tem empurrado o festival para meados de Setembro. Este ano, o Oktoberfest começa a 16 de Setembro e termina a 3 de Outubro com uma salva de tiros nas escadas de uma estátua com um nome pouco impressionante: Baviera.

7. Bebe à tua saúde!

A razão para o Oktoberfest se ter transformado num marco tão importante de Munique não se deve ao hedonismo, mas à pura necessidade. Em tempos, o Sul da Baviera foi conhecido pelo terrível abastecimento de água, por isso, com o intuito de evitar a cólera, a peste negra e as tartarugas-ninja (aqui já estamos a exagerar), os locais decidiram passar a molhar os lábios numa alternativa bem mais saborosa: a cerveja.
Embora a purificação da água tenha alcançado alguns progressos assinaláveis desde o século XIX – já não se veem tartarugas-ninja na sopa –, algumas tradições podem e devem ser mantidas! Por isso bebe à tua boa saúde, ou ‘zum Wohl!’ como gritam os nativos!

8. Paris Hilton está banida para sempre do Oktoberfest

Ainda que adolescentes de 14 anos possam participar nas celebrações do festival acompanhados por um adulto, a segurança do Oktoberfest é conhecida por ter tolerância zero no que toca a excessos. Todos os anos, como se tudo não passasse de uma sala de chat do IRC, vários clientes mais afáveis são banidos, contudo, no topo da lista está a herdeira mais conhecida do planeta.

Vestida com o ‘dirndl’ mais curto que encontrou (o “dirndl” é a roupa tradicional do evento), a socialite americana apareceu em 2006 para promover uma marca de vinho sem o conhecimento dos organizadores do Oktberfest. Depois de fazer uma birra inebriada que faria corar Baco ou Courtney Love, Paris foi banida e jamais voltará.

9. É um sítio bom para crianças

Nos últimos anos, os organizadores do festival têm tentado mudar a imagem de “local mais alcoolizado do planeta” para “a festa mais incrível que a tua família pode ter!” O aspecto feira do Oktoberfest sempre foi um ponto alto e, em virtude da mudança, está maior do que nunca: uma roda gigante, montanhas-russas, jogos e paradas tradicionais da Baviera estão abertos para pessoas de todas idades, formas e graus de embriaguez.

10. A secção dos perdidos e achados é uma mina!

Como seria de esperar num espetáculo para os sentidos desta magnitude, a secção de Perdidos e Achados do Oktoberfest enche-se anualmente de milhares de objetos abandonados, mas 2013 ficará para sempre na História!

Para além dos suspeitos habituais – 1056 passaportes, 520 carteiras, 320 telemóveis, 300 malas e mochilas, e 50 máquinas fotográficas – houve nesse ano encontros inesquecíveis com duas alianças, um aparelho auditivo, uma dentadura, uma lápide com a forma de um lápis e um Segway!

Quanto a desaparecimentos, um amante de cerveja declarou que 50.000 Euros, em dinheiro, tinham evaporado. Vamos assumir que foram bebidos!

Fonte: momondo

Ler Mais
Outras Notícias
Comentários
Loading...